Ilha do Cardoso – praia, sol e sossego

A Ilha do Cardoso fica no litoral sul de São Paulo, perto do Paraná. É um destino ainda bem pouco explorado, muito preservado (pelo menos 90% da Ilha é Mata Atlântica nativa) e cheio de lugares lindos pra visitar. Praias desertas, cachoeiras, trilhas, piscinas naturais… opções não faltam! E ainda rola um forrozinho muito legal à noite. Pra saber mais sobre esses passeios super legais que você pode fazer por lá, dá uma olhada nesse outro post aqui.

A ilha é super roots, não tem energia elétrica (alguns lugares têm geradores, outros usam energia solar) – não rola muito conforto, mas o lugar tem uma energia própria, vale a pena conhecer!

Vista das praias do Foles

A ilha é dividida em núcleos – o principal é o do Marujá, onde fica a maior “estrutura” da ilha (restaurantes, pousadas, forró), mas também há outros como o Perequê, no nordeste, ou o Pontal do Leste, na extremidade sul da ilha. A lateral ocidental da ilha é formada por manguezais – as principais praias e trilhas ficam do outro lado, no Oceano Atlântico.

paisagens da Ilha do Cardoso

 

COMO CHEGAR

Pra ir pra Ilha do Cardoso você deve ir para Cananéia. Indo pela BR 116 (saindo de Curitiba, sentido São Paulo), pegue a SP 222 (10 km após a entrada de Jacupiraga – tem uma placa indicando Cananéia e Iguape) e vá pelo caminho via Ponte (é mais rápido que via Balsa). Você passa por Pariquera-Açu no caminho e na sequência chega em Cananéia. Outra opção é entrar por Jacupiranga, mas a estradinha é bem ruim, demora bem mais, e depois ainda tem que esperar a balsa para chegar em Cananéia.

De Curitiba até Cananéia são 260 km, aproximadamente a mesma distância de São Paulo até lá. Se você for de busão, a Princesa dos Campos faz o trajeto desde Curitiba e a Viação Intersul desde São Paulo.

Vista da Praia da Lage

 

CANANÉIA

Cananéia é uma cidadezinha muito gostosa, vale a pena reservar um tempinho para passear por lá também. Na Av. Beira Mar ficam várias opções legais de bares e restaurantes, como o Kurt Café (um antiquário e café, bem bonito) e o Restaurante Gaivota (o “original”, do Raul Seixas de Cananéia!). A Praça Matriz (na frente do Gaivota) é um bom lugar para dar uma lagarteada também. Outra opção de restaurante gostoso é o Ponto das Ostras – tem bons pratos, por preços legais.

a cidadezinha colorida de Cananéia

 

 TRAVESSIA PARA A ILHA DO CARDOSO

Dá pra fazer a travessia para a Ilha do Cardoso de dois jeitos: de escuna ou de voadeira. A primeira opção é a mais barata (R$ 25,00 por pessoa por trecho), mas tem poucas opções de horário (geralmente a saída é de manhã) e demora três horas. De voadeira custa o dobro (R$ 50,00), mas em 50 minutos você chega lá. Tem vários barqueiros que fazem a travessia (ficam na beira mar). Tem que ter pelo menos 4 pessoas pra fechar esse valor, mas dá pra juntar alguém na hora mesmo. Para quem prefere agendar o horário antes, seguem contatos de barqueiros, que fazem a travessia para o Cardoso (Marujá e Pereirinha) e também passeios pela região:

– Zezinho (voadeira): (13) 9707-0678 / 8124-8156

– Rudson (voadeira): (13) 3851-3834 / 8123-8415 / penhacanis08@hotmail.com

Pesca e Passeio Cananéia (escuna): Luís (13) 9731-6685 / Márcia (13) 3851-1162 / Pousada Ilha do Cardoso e Balsa (13) 3851-1613

Cananeia Tur: site com mais infos sobre Cananeia e sobre a travessia

Como não entram carros na ilha, dá pra estacionar na rua ou em um estacionamento de Cananéia.

Um detalhe: normalmente vale a pena pagar a travessia quando já estiver na escuna em vez de comprar o ticket antes, pois na hora eles não cobram comissão (o cara queria cobrar 30 por cabeça, mas se pagasse direto no barco era 25…).

OBS: os preços acima são para a travessia até o Marujá. Para pontos mais próximos, como o Perequê, o custo é menor.

escuna no trajeto para a ilha

 

ONDE FICAR

O Marujá é a principal vila de pescadores da ilha, é onde fica a maior parte das pousadas de lá. O difícil é achar alguma que tenha quarto só pra um casal, a grande maioria são para 4 ou 6 pessoas, o que complica um pouco pra quem tá indo só em dois.

Super recomendo a pousada Recanto da Ilha, tem bons quartos, confortáveis e bem limpos, e café da manhã muito gostoso (o pão caseiro é show de bola!!). Os donos, Evalina e Aroldo, são super atenciosos! O contato é (13) 3852-1198 / 3851-3486. Eles também tem serviço de lancha.

Outra pousada muito legal é a Pousada da Débora. Fica perto do forró, os quartos são bons, também tem camping, e tem um café da manhã delicioso – tanto que uma galera que está em outras pousadas vai lá tomar café! A Débora é uma querida, e todos que trabalham lá com ela também.

Tem outras pousadas bacanas e com preços acessíveis também, como a Caiçarinha, da Eliane. Dá pra ligar na Associação de Moradores (13) 3851-1163 / 3851-1161 e perguntar em que pousada tem vaga, pra facilitar. É o jeito mais fácil! =)

A comunidade do Marujá, principal centrinho da ilha

A ilha oferece várias opções de camping também, uma boa alternativa pra gastar pouco (o único ruim é que chove bastante por lá). Outra opção, caso você fique sem hospedagem, é alugar um quarto de um morador – fiz isso duas vezes, em uma fiquei na casa do Giovani (do Centro de Visitantes), é mais afastada do centrinho mas é bem legal; em outra aluguei a casa do Serginho, irmão do Beto do restaurante Recanto do Marujá – a casa é bem grande, dá pra ir em até 10 pessoas (se quiser posso passar o contato). O ideal é ir pra lá com alguma coisa reservada, para não arriscar ficar na mão.

Caso você queira ficar em outro núcleo, como o Pontal do Leste ou Cambriú, pode se informar diretamente no Centro de Visitantes mesmo.

OBS: o site Marujá tem várias opções de lugares para hospedagem, tanto em pousada e camping como em casa de moradores.

as “ruas” da ilha são assim

 

ONDE COMER

Tem boas opções de restaurantes no Cardoso, o único problema é que os preços são bem salgados – o self service livre custa em média vintão por cabeça.

Os principais restaurantes são o  Recanto do Marujá (do Beto, do lado de onde rola o forró à noite), o Ilha do Cardoso (da Valdete, bem pertinho do desembarque) e o Abrigo da Ilha (do Ezequiel, fecha mais cedo, às 21h), que são os mais centrais. Eles também têm a opção de porções ou lanches.

Na Pousada da Débora tem ótimas opções para um lanchinho – o pastel dela é sensacional! E é gigante, uma delícia! Lá também tem um café da manhã muito bom, como escrevi aí em cima, com direito a misto quente, ovo mexido, bolinho de cenoura fresquinho, café com leite e suco de caju. =)

Curti também o Rancho do Pescador (restaurante da Carmem), que fica beeeem mais isolado que os outros (dá pelo menos uns 20 min caminhando, saindo do centrinho), mas tem um PF delicioso por R$ 12,00. Tem porções e lanches deliciosos também, a cocada então, nem se fala… E o pão caseiro? Hummmmm….

hum… camarão não falta por lá…

 

FORROZINHO

A Ilha tem várias opções pra curtir um bom forró - se você curte, o Cardoso é um paraíso, rola o dia inteiro! O principal é ao lado do restaurante Recanto do Marujá, um espaço bem bacana onde rola forrozinho até bem tardão (e, claro, não precisa pagar entrada, até pq é em um lugar aberto).

Ali perto rola também um outro forró, um pouco mais pra dentro, o do Celestino. E até à tarde dá pra dançar juntinho, perto do desembarque, no bar do seu João (ou do Rodrigo) rola também um arrasta pé durante a tarde toda.

Ah, não deixe de provar a Cataia, a bebida tradicional da região, conhecida também como o whisky caiçara. É uma cachaça envelhecida com folhas de cataia, que só nascem ali no Ariri, que dão um sabor e cor especial à bebida. E fica loco de bão com mel… hum… Você fica mais loko que o Lobão! ;)

Mas além das baladinhas, uma ótima opção é caminhar pela ilha à noite (com lanterna!) e ficar deitado em algum lugar só curtindo o céu – o visual é show!

pôr do sol no Cardoso
forrozinho arrasta pé

 

Tem aaaaltos passeios legais pelas trilhas da ilha, como para as Piscinas da Lage, Praia do Cambriú, Cachoeira Grande, Pontal da Ilha… Dá uma olhada aqui pra saber mais sobre elas!!

————————-

E aê, tá curtindo? Então olha só, pra receber os novos posts em primeira mão, é só cadastrar teu email aqui no blog! =)

 

If you enjoyed this post, make sure you subscribe to my RSS feed! You can also follow me on Twitter here.

Leave a Reply

Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers:

%d bloggers like this: